Leia a íntegra desta notícia no site da Caza, administradora de condomínios localizada em Bento Gonçalves/RS, com departamento jurídico próprio e equipe qualificada para auxiliar o síndico e os condôminos no dia a dia do condomínio.

Como usar o livro de ocorrências?

18/12/2017

O chamado “Livro de Ocorrências” serve, em tese, para que se registre dúvidas, reclamações, sugestões e ocorrências, estas, normalmente ligadas às questões disciplinares, estatuídas no regimento interno e na convenção.

É muito usado, ainda, para registrar queixas, cobrar o síndico e o conselho de questões que julga-se relevantes, embora, muitas vezes, não façam isso de forma objetiva e construtiva, chegando, às vezes, à fronteira da má educação e intenção.

Alguns cuidados básicos, sem os quais, as “ocorrências” lá registradas sequer devem ser consideradas:

- Quem reclama deve fazer constar as observações em letra legível, com o nome, número da unidade e, sendo o caso, um e-mail ou telefone para resposta, se assim preferir;

- Deve fazê-lo de forma polida, objetiva e respeitosa, sem acusar ninguém sem provas e mantendo o decoro no uso das palavras.Quem responde, seja o síndico ou um conselheiro ou a administradora, deve valer-se das mesmas regras.

Para auxiliar, deve-se criar algumas regras para a anotação, fixando-as na capa ou contracapa do livro, deixando algumas dicas de utilização, por exemplo:

- Lembre-se que este livro é público, respeite a privacidade e honra das pessoas;- Registre sua reclamação, dúvida ou sugestão de forma objetiva. Não se preocupe em transcrever trechos da convenção ou regimento, pois a direção do condomínio já as conhece;

- Seja construtivo e colabore com sua comunidade atacando problemas e não pessoas;

- Se for uma crítica ao comportamento de algum morador, não acuse sem provas e não difame, injurie ou calunie;

- Dê tempo para que a gestão do condomínio averigue o problema e responda ao seu registro;

- É terminantemente proibido retirar o livro da portaria ou dos cuidados da administração sem anuência expressa e prévia da direção do condomínio, por se tratar de documento público pertencente ao condomínio.

Assim, o livro de ocorrências é uma importante ferramenta à disposição dos moradores, desde que sabendo como usar.

Fonte: Alexandre Marques para a revista "Cadê o Síndico"