Leia a íntegra desta notícia no site da Caza, administradora de condomínios localizada em Bento Gonçalves/RS, com departamento jurídico próprio e equipe qualificada para auxiliar o síndico e os condôminos no dia a dia do condomínio.

Infiltração no apartamento, dicas de como resolver

05/04/2019

Um dos grandes vilões para os moradores de condomínios são as infiltrações. Isso porque elas danificam a estrutura das edificações, aumentam custos e são um problema que se não for resolvido no início pode trazer muitos prejuízos para o condômino e para o condomínio.

Por isso é preciso estar bastante atento aos primeiros indícios de infiltração no apartamento, identificar o foco dela e em seguida comunicar o síndico ou a administração do condomínio.

Fique atento para os sinais:
- Umidade no teto ou paredes;
- Acúmulo de água e/ou goteiras;
- Manchas escuras no teto;
- Pintura descascada;
- Mofo.

O que fazer quando suspeitar de infiltração no apartamento?

Verifique se a infiltração ocorre numa parede interior ou exterior. Elimine a possibilidade da umidade e mofo existirem por causa da condensação, verifique no exterior se há fissuras ou alterações que possam provocar ou indicar a existência de uma infiltração.

Se sentir dificuldades, procure um profissional capacitado para identificar o quanto antes a origem do vazamento e fazer um relatório do problema.

Com o foco da infiltração identificado, comunique ao síndico ou a administradora do condomínio. Se a origem for em outro apartamento, o comunicado deve ser feito para o condômino responsável. O condomínio só deve ser envolvido caso seu vizinho se recuse a resolver o problema.

De quem é a conta da infiltração?

Caso a infiltração tenha se originado no apartamento do condômino, ele deve arcar com todas as despesas. Se ela vier de alguma área comum, deve-se reportar imediatamente ao síndico para que ele tome as medidas necessárias. Nesse caso, é o próprio condomínio quem arca com as despesas.

Quando o problema se originar na unidade do vizinho, ele será o responsável pelos custos.

No caso de imóvel alugado, o proprietário deve arcar com as despesas quando a infiltração no apartamento ocorrer devido ao desgaste natural da estrutura. Agora, se o inquilino fizer alguma reforma e acabar perfurando o encanamento, então é ele quem terá que pagar o conserto.

Quando uma infiltração no apartamento surge sempre gera muita dor de cabeça, então é preciso atenção tanto dos moradores quanto do síndico. Manutenções e vistorias constantes na estrutura do condomínio são importantes.Fazer a troca de encanamentos muito antigos também pode ajudar a evitar que a infiltração no apartamento ocorra. E, embora essas ações devam partir da equipe gestora, o morador deve fazer sua parte cobrando nas assembleias que seja dada extrema atenção para essa parte estrutural do condomínio.

Fonte: Revista Condomínio. Texto adaptado.